Apertou-se na pandemia? Veja algumas opções.
Para lojistas da construção civil, esse cenário difícil não tem sido diferente.
Uma das soluções para sobreviver nesta pandemia, honrando seus contratos e fazendo o fluxo de sua empresa girar, é buscar linhas de crédito. Com a crise, governo e instituições privadas têm oferecido opções bastante vantajosas para empresários de todo o país.
A Caixa, por exemplo, já ofereceu mais de R$ 5 bilhões em linhas de crédito para micros e pequenas empresas. Muitos empreendedores, porém, não sabem nem onde procurar esses benefícios. Uma pesquisa do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) apontou que 80% das empresas buscam crédito em apenas cinco bancos do país.
Para ajudar os lojistas nesta pandemia, a Montana lista abaixo detalhes sobre dois programas lançados pelo governo federal que dão condições especiais para micro, pequenas e médias empresas buscarem linhas de crédito. Ao pé deste texto, você também encontrará mais dicas, com outras opções.
Pronampe
O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, lançado no mês passado, abrange empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, com crédito oferecido por meio de instituições financeiras, incluindo as fintechs.
De acordo com as regras, o crédito corresponderá a até 30% da receita bruta anual calculada com base no exercício de 2019, salvo no caso das empresas que tenham menos de um ano de funcionamento, hipótese em que o limite do empréstimo corresponderá a até 50% do seu capital social ou a até 30% da média de seu faturamento mensal apurado desde o início de suas atividades, o que for mais vantajoso.
A taxa de juros anual máxima será igual à taxa do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), acrescida de 1,25% sobre o valor concedido; com um prazo de 36 (trinta e seis) meses para o pagamento.
FGI
O Fundo Garantidor para Investimentos abrange empresas que tiveram seu faturamento auferido no ano de 2019 com receita bruta entre R$ 360 mil e inferior ou igual a R$ 300 milhões. Também está disponível em todas as instituições financeiras, incluindo fintechs.
Sua carência é de 6 a 12 meses para o início dos pagamentos. A taxa de juros, pré-fixada, varia de acordo com a instituição financeira escolhida. O prazo de pagamento é de até 60 meses.
Saiba mais
Para saber mais, você pode se informar nas próprias instituições financeiras de sua preferência.
O SEBRAE fez um levantamento de várias linhas de crédito oferecidas por governo e instituições financeiras. 
Se você gostou destas dicas, veja mais textos sobre o assunto aqui, no novo site da Montana Química.

Post comments

Nenhum template encontrado para o módulo jxmegamenu